O Largo do Curvelo tem esse nome em homenagem ao ilustre morador das redondezas, o barão do Curvelo.

Ainda hoje, existe a chamada “casa navio”. Construída em 1938, a casa foi inspirada no convés de uma embarcação. O projeto é do arquiteto Paulo Antunes Ribeiro e foi a primeira construção moderna do bairro. Lá residiu Abigail Seabra de Paula Buarque, esposa do médico, escritor e político Antônio Joaquim de Paula Buarque.

O Largo do Curvelo já foi palco para bandas independentes se apresentarem. Eventualmente ainda é cenário para encontros musicais e artesanais. É também o ponto de encontro de moradores no final da tarde para conversar e jogar xadrez. No Carnaval é passagem do famoso Bloco das Carmelitas.

O bonde passa por lá, facilitando o acesso. Seguindo pela rua Murtinho Nobre é possível avistar o Castelo do Valentim, o Museu da Chácara do Céu e o Parque das Ruínas.