Um barulho numa rua deserta. Medo. Era apenas um cachorro, buscando comida num saco de lixo. Desses medos diários que toda a mulher experimenta. Das estatísticas alarmantes da violência sexual – que são apenas a metade, pois muitas não são denunciadas.
Sobre o feminicídio criminoso e o institucionalizado, onde o Estado ignora os milhares de cadáveres femininos que todos os anos perecem em quartos clandestinos de bisturis ensanguentados. Sobre os três, quatro turnos que as mães executam. Sobre ser mãe e sobre não ser. Sobre as amarras invisíveis que o capital impõe aos corpos das mulheres. Sobre o Gineceu.

gineceu2
Gineceu era o espaço destinado apenas para as mulheres nas residências da Grécia Clássica, época em que as próprias esposas eram compreendidas como parte anexa da casa – corpos frios, receptáculos para o sêmen dos cidadãos da pólis.
A Okearô Teatro se apropria dessa referência para abordar as prisões, dores, cicatrizes e regozijo da construção dos femininos.
O trabalho nasce de uma sequência de investigações sobre a mulher e a construção dos pensamentos e ações sobre o “feminino”, desde a criação do grupo em 2010, com “O que fazem as meninas quando desabrocham?”, direção de Eduardo Vaccari, a partir de contos de Mario de Andrade.
Agora, com a direção de Rodrigo Viegas, o grupo se apropria da ideia do Gineceu para uma dramaturgia particionada e cunhada em conjunto, com referências nas ancestralidades brasileiras – contida em cada uma das integrantes e na corporeidade cênica transformada em imagens, texto e música.
“Gineceu ou cenas de uma mulher qualquer” é um convite à entrada num universo particular e ao mesmo tempo de alcance em várias esferas da sociedade, que gera e é gerado dentro e fora de cada uma.

O GRUPO
A Okearô Teatro é uma cia teatral carioca que baseia sua pesquisa cênica na narrativa oral e na herança afro-brasileira. Composta por atrizes/atores dissidentes da secular Escola de Teatro Martins Pena, o grupo tem por objetivo a pesquisa e criação de espetáculos teatrais – sempre buscando a brasilidade seja a partir de pesquisas textuais, musicais ou estéticas em seus trabalhos. Também desenvolvem projetos de arte-educação baseados na tradição dos Griôs, já tendo sido contemplados por editais como “Mais Cultural nas Escolas” (2014/2015) e “Segundo Turno Cultural” (2016).

FICHA TÉCNICA
TEXTO: Okearô Teatro
ELENCO: Daniella Nery, Fabiana Vilar, Massuel Bernardi, Priscila Manfredini e Tatiana
Henrique
DIREÇÃO: Rodrigo Viegas
SUPERVISÃO DE CENÁRIO E FIGURINO: Danielle Geammal
CENÁRIO E FIGURINO: Evee Ávila
DIREÇÃO MUSICAL: Breno Góes
DIREÇÃO DE MOVIMENTO: Massuel Bernardi
ILUMINAÇÃO: Victor Tavares
PROGRAMAÇÃO VISUAL: Balão de Ensaio
PRODUÇÃO: Okearô Teatro

Serviço:
GINECEU – Ou Cenas de uma Mulher Qualquer
Temporada: 14, 21 e 28 de junho | quartas
Horário: 19:30h
Local: Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo
Endereço: Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa – Rio de Janeiro
Telefones: (21) 2215-0618
Preço: R$ 20,00 (inteira) | R$ 10,00 (meia-entrada e lista amiga)
Classificação etária: 16 anos
Duração: 70 minutos

eflyer_GINECEU_laurinda_2